Pombal pode perder dois vereadores em 2021

Por: Marta Botas
05-09-2019


O Município de Pombal pode perder dois vereadores à Câmara Municipal nas eleições autárquicas de 2021.

O número de eleitores está em quebra acentuada, a migração aumenta e o número de cidadãos recenseados, a população e a taxa de natalidade diminuem.

A notícia foi avançada pelo jornal Terras de Sicó que referiu que “o concelho de Pombal está a perder cerca de 1.500 eleitores a cada dois anos, devendo chegar a 2021 já umas largas centenas abaixo dos 50.000 votantes, o limite mínimo para assegurar os actuais nove eleitos na Câmara Municipal”, o que se deverá traduzir na perda de dois vereadores.

Menos pessoas, menos recenseados e menos votantes é a realidade que o concelho de Pombal enfrenta.

Neste momento ainda não há dados relativos aos recenseados para as Legislativas de 6 de Outubro. O total de inscritos será apurado a partir do dia 21 de setembro mas os últimos dados de recenseamento eleitoral revelam o declínio da população.

Dados da secretaria-geral do Ministério da Administração Interna revelam que nas autárquicas de 2017 Pombal tinha 52.182 eleitores inscritos, desceu para os 50.049 aquando das eleições europeias e deverá estar agora abaixo dos 50 mil recenseados. Esta situação vai acabar por determinar a redução do executivo camarário para sete membros (presidente e seis vereadores), obrigar a novas contas e ao reposicionamento político dos partidos já nas eleições autárquicas de 2021.

O atual executivo da Câmara Municipal de Pombal é composto por cinco elementos do PSD, três do NMPH e um do PS. Caso a redução para sete eleitos tivesse ocorrido nas eleições de 2017 Anabela Neves (NMPH) e Pedro Brilhante (PSD) teriam ficado de fora.

Publicidade
Últimas