• MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion

Município aposta em projeto de investigação sobre Marquês de Pombal

Por: Rita Ribeiro
16-05-2019


Uma equipa de investigadores vai fazer o levantamento de toda a obra escrita de Marquês de Pombal e editá-la, em versão integral, num dos maiores projetos de investigação histórica em Portugal, que custará um milhão de euros.

O projeto "Pombal Global", que tem em vista a publicação da "Obra Completa Pombalina" e colmatar "uma das lacunas mais graves da cultura portuguesa", resulta de um consórcio de mecenas para "financiar o maior projeto científico de sempre sobre o Marquês de Pombal", cujo protocolo foi assinado na segunda-feira, 13 de maio, na Igreja da Memória, na Ajuda, em Lisboa.

Este consórcio - composto pelos municípios de Pombal, Oeiras, Lisboa e Sernancelhe, pelas fundações Millennium BCP e Marquês de Pombal, pelas universidades Aberta e de Coimbra e Grupo Jerónimo Martins - vai apoiar o projeto histórico científico de identificação, levantamento, transcrição, anotação e edição criticamente anotada de toda a obra escrita do Marquês de Pombal e redigida sob a sua orientação.

Para Diogo Mateus, presidente da Câmara Municipal de Pombal, dada a importância do que se pretende alcançar com a compilação da obra completa do Marquês de Pombal, ficou claro que “desde a primeira hora o Município de Pombal mostrou a abertura total em fazer parte deste projeto, um projeto de um milhão de euros, que têm que ser disponibilizado todos os anos, durante cinco anos, para ter uma equipa de investigadores, que serão dez, a trabalhar a tempo inteiro neste projeto em Portugal, com a circunstância de um desses investigadores ser de Pombal”, e que irão também promover uma investigação extensa no Brasil, em Londres e em Viena de Áustria, com visitas e consultas a várias bibliotecas, universidades, arquivos e a alguns arquivos pessoais.

Segundo a autarquia refere em nota de impresa, “esta operação será levada a cabo por uma vasta equipa interdisciplinar e internacional de investigadores, sob a coordenação científica dos Professores Viriato Soromenho-Marques, Pedro Calafate e José Eduardo Franco, e que contará com a coordenação académica da Cátedra convidada FCT Infante Dom Henrique, da Universidade Aberta, e do CLEPUL, da Faculdade Letras da Universidade de Lisboa, em parceria com o Instituto Europeu de Ciências da Cultura Padre Manuel Antunes, contando com o apoio estratégico da Universidade de Coimbra e de outras Universidades de Portugal e do Brasil, nomeadamente a Universidade Federal de Sergipe, de São Paulo e do Rio de Janeiro”.

Segundo o presidente da câmara, a figura do Marquês de Pombal não pode passar ao lado da estratégia municipal de promoção cultural e turística, sendo “uma personalidade que, passados 320 anos do seu nascimento, nos traz uma radicalidade no pensamento, seja no pensamento social, cultural, académico, financeiro, e para a qual é relevante percebermos a sua dimensão intelectual”, afirmou.

Publicidade
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
  • MyPassion
Relacionadas
Informação útil
Pombal

20º
20º 19º

Ter.

19º17º

Qua.

19º18º

Qui.

22º19º

Sex.

21º19º

Publicidade
Últimas