Vereadora alerta para venda de droga junto à Escola Secundária de Pombal

Por: Marta Botas
02-01-2020


Odete Alves, vereadora da Câmara Municipal de Pombal, alertou o executivo para um problema de segurança relacionado com o tráfico de droga, em frente à escola secundária da cidade.
O alerta foi feito na última reunião da Câmara Municipal de Pombal, realizada no passado dia 20 de dezembro, com a autarca a denunciar a presença de indivíduos junto à escola secundária de Pombal, que “abordam os alunos” e “que lhes oferecem determinados produtos estupefacientes”.

“Há ali um problema de segurança gravíssimo, que está a ganhar uma dimensão verdadeiramente preocupante”, alegou Odete Alves, sugerindo que algo deveria ser feito para resolver a situação, principalmente quando já há alunos a frequentar as aulas sob o efeito de estupefacientes.

A autarca sublinhou que ”este é um problema que não diz respeito só à PSP, nem diz respeito só ao agrupamento de escolas. Diz respeito à Câmara, diz respeito aos pais e diz respeito a toda a comunidade”, que “as autoridades não atuam como devem”, que já há pais “a quererem fazer justiça pelas próprias mãos”.

“Nós não podemos achar que estamos a fazer um grande trabalho para a nossa sociedade quando liberalizamos o consumo das drogas e o porte de drogas para consumo próprio”, respondeu Diogo Mateus, sob a forma de uma mensagem ao Partido Socialista e à Esquerda.

“A senhora não tem razão nenhuma para deter ou afastar uma pessoa que tem uma dose de droga dentro do seu bolso à porta da escola quando foi o seu governo e a Esquerda que determinou que isso era uma coisa que estava na liberdade dos cidadãos. Por isso é que eu sou contra”, prosseguiu o presidente da Câmara Municipal de Pombal.

O autarca sublinhou que só a regressão na liberalização do porte de estupefacientes para consumo próprio poderia legitimar a intervenção das autoridades policiais neste tipo de situações.

Publicidade
Últimas