Pedro Martins regressa ao executivo municipal como vereador a tempo inteiro

Por: Patrícia Ribeiro
21-12-2019


Cerca de 10 anos depois da sua passagem pela Câmara Municipal, então presidida por Narciso Mota, onde desempenhou as funções de vereador do PSD, Pedro Martins, agora eleito pelo movimento independente Narciso Mota Pombal Humano (NMPH), regressa à vereação do executivo camarário. Em substituição da colega Anabela Neves, que deixou o cargo alegadamente por motivos de saúde.

Um regresso que não lhe poderia ter corrido melhor, já que, em plena quadra natalícia, foi presenteado pelo autarca Diogo Mateus, que o convidou a exercer o cargo em regime de tempo inteiro, atribuindo-lhe um conjunto de pelouros que, em outubro deste ano, havia retirado a Pedro Brilhante (PSD) e que considera merecerem "ser conduzidos com outro tipo de proximidade".

Assim, de agora em diante, Pedro Martins passa a ser o responsável pelas pastas da Inovação Tecnológica e Energia; Desporto, Tempos Livres e Lazer; Trânsito e Mobilidade; Património Rural e Urbano Municipal; e Equipamentos Públicos, mantendo-se o pelouro da Agricultura e Florestas nas mãos de Diogo Mateus.

Desta informação deu conta o edil na última reunião de câmara, realizada na manhã desta quinta-feira (dia 20), na qual aproveitou para felicitar publicamente o novo vereador e desejar-lhe sucesso no desempenho das novas funções.

O mesmo fizeram também os seus colegas vereadores, alguns dos quais manifestaram-se "desiludidos" com a sua decisão em aceitar o desafio proposto por Diogo Mateus. "A amizade e o respeito que tenho para contigo mantêm-se, mas não estava à espera disto! Em termos políticos, foi uma desilusão, porque eras, provavelmente, das pessoas que sempre acreditei que tinha uma coluna vertebral bem direitinha e que levava os seus princípios até ao fim", afirmou Michael António (NMPH), dirigindo-se a Pedro Martins. O qual aproveitou também para agradecer a Diogo Mateus o "voto de confiança" que lhe foi depositado, referindo que as motivações que o levaram a aceitar este desafio foram "exatamente as mesmas" que o fizeram aceitar integrar a lista de Narciso Mota, nas Eleições Autárquicas de 2017.  Ou seja: "poder contribuir com o meu trabalho para o progresso da nossa cidade", concluiu.

Publicidade
Últimas